in

05 fatores para pensar antes de se aposentar.

O sonho de milhares de brasileiros atualmente é conseguir ter um futuro sossegado, gozando da sua aposentadoria e descansando de todos esses anos que esteve empenhado na vida laboral.

Mas, afinal, porque é tão importante você se preocupar com a sua aposentadoria? Quais são as mudanças trazidas na vida de alguém que se planeja desde cedo a almeja-la? A reforma previdenciária trará mudanças significativas a você?

Essas e outras dúvidas, iremos abordar no texto abaixo, dando dicas e melhorando seus pensamentos para o futuro.

Valores a receber

O valor que o cidadão irá receber no seu benefício pode ser alterado com base em diversos fatores; quanto contribuiu para a previdência, qual o tipo de aposentadoria que deseja, se nunca contribuiu e etc.

Caso o tempo tenha passado e você nunca tenha contribuído para a previdência social é muito simples, você não irá se aposentar, muito menos por idade!

O máximo que as pessoas que se encaixam nesse requisito podem receber é um benefício assistencial.

Até por que para fins de aposentadoria por idade, os requisitos são 65 anos para os homens e 60 anos para as mulheres.

Isso fora o período de carência obrigatório (tempo de contribuição).

O benefício assistencial é concedido pela Constituição Federal para quem apresenta 65 anos e nunca contribuiu e deve passar na pericia antes.

Ou seja, de nada adianta trabalhar tanto durante 30 anos, sem pensar na velhice, pois quando a velhice chegar você não terá como se amparar e receberá apenas 1 salário mínimo.

Portanto, tudo depende de organização, não gaste tudo sem pensar no momento final da sua vida.

Planeje bem e você terá uma aposentadoria tranquila.

Com o que eu devo me preocupar?

#1 Pense em qual o momento da sua você deseja se aposentar

Claro que, quem conhece a previdência social sabe que está cada vez mais difícil se aposentar mais novo.

Mas mesmo assim, você tem como planejar, qual momento que a vida laboral já não será mais necessária?  

É aos 65? 70? 80?

Quanto maior o tempo de contribuição, maiores são as chances de um bom valor a receber e de menos tempo de trabalho.

Tem também aquelas pessoas que se aposentam, mas não param de trabalhar.

Mas pensam que apenas com aquele dinheiro extra, já podem diminuir o seu ritmo de trabalho, ganhando mais qualidade de vida. O que é satisfatório para muitos.

#2 Pense no seu futuro

Ao se tornar mais velho, você percebe a imensidão desse mundo, e em todas as preocupações que a 3º idade tem.

Primeiro que, o plano de saúde vira uma enorme bola de neve mensal, de tão caro que é.

Qualquer tratamento ou remédios também são de natureza exorbitantes.

Em segundo lugar, a expectativa de vida. Com o passar dos anos, pesquisas apontam que o brasileiro em média vive até os 75 anos, quase 13 anos a mais do que era apontado na década de 80.

Ou seja, muito mais tempo para viver e desfrutar da vida. Gastando muito dinheiro com o lazer.

Para 2060, os cálculos apontam uma estimativa de 84,4 anos.

É por isso que a sua preparação tem que se tornar mais direcionada e intensificada.

#3 Pense em poupar

Aprender a discutir com a juventude sobre o tema é a melhor maneira de conscientizar os brasileiros.

Poupe 10 % ao mês. Invista em outros produtos destinados a aposentadoria, como os planos privados.

Caso já vá investir na aposentadoria apenas aos 50 anos, invista 50 % do que ganha.

Se possuir pouco dinheiro, crie um planejamento mais aprofundado, priorizando o que é necessário para o seu futuro.

É tudo uma questão de ponderação.

Enquanto jovem, pense que será uma coisa bem legal que você irá desfrutar.

pense nos sonhos que queira realizar após não ter mais a obrigação de trabalhar. Claro que, não deixe para viver apenas após se aposentar, pois muitas coisas podem mudar e ninguém quer viver uma desilusão futura.

Mas, fazer planos não mata ninguém.

#4 Pense no momento certo

Esse é tópico que deve ser analisada por você, levando em conta diversos fatores que irão lhe parecer mais vantajosos.

Já que, algumas pessoas se aposentam cedo e recebem pouco, por conta do fator previdenciário e outras se aposentam tarde e perdem alguns direitos.

Por isso, analise qual o melhor momento para você!

#5 Pense na Reforma da Previdência

A grande questão atualmente trazida pelos consultores é que com a reforma da previdência e o passar dos anos será mais difícil ter uma vida confortável dependendo somente da aposentadoria ou os valores serão bem diferentes.

Já que o fator previdenciário traz a lógica de; maior tempo de expectativa de vida, o valor do benefício da aposentadoria por tempo de contribuição é reduzido.

É por isso que mesmo que você conclua o tempo de contribuição necessário ainda não compensa tirar o benefício e sim continuar trabalhando.

Mas mesmo assim, a tendência é diminuir todos os valores que são repassados aos cidadãos pelo Governo.

Pois, caso a nossa realidade não mude, pode colocar em risco todo o sistema previdenciário.

Foi com base nisso que sistemas da Europa, Estados Unidos e Japão, reajustaram seus valores.

Perguntas sobre o texto? Nos mande sua dúvida, por e-mail ou pelos comentários abaixo.

Bacharela em Direito e Escritoria at

Bacharela em Direito pela Faculdade Estácio - CEUT em Teresina - Piauí, apaixonada por escrever e por direito trabalhista, escreve semanalmente para a Gazeta do Advogado.

Written by Tayane Aguiar

Bacharela em Direito pela Faculdade Estácio - CEUT em Teresina - Piauí, apaixonada por escrever e por direito trabalhista, escreve semanalmente para a Gazeta do Advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça os principais mitos sobre a previdência privada

trabalhador

08 cursos técnicos gratuitos em São Paulo